Inovações tecnológicas na comercialização de bovinos de corte

Julio Barcellos¹ & Taís Teixeira²

¹Med. Vet., PhD, Coordenador do NESPro/UFRGS. ²Jornalista, MSc, Doutoranda do PPG-Zootecnia, NESPro/UFRGS.

Inovações tecnológicas na comercialização de bovinos de corte

A época em que criar gado era considerada uma atividade primária ficou no passado. O avanço da internet transformou o ambiente virtual em um lugar de relações humanas, que abrangem desde os afetos pessoais até o fechamento de negócios, como a comercialização de bovinos de corte. No espaço on-line, a divulgação de conteúdo pelas tecnologias digitais, linguagem que permite a decodificação de dados pelas plataformas como tablets, celulares e computadores se apresentam como sentido, as práticas operacionais da compra e venda de gado, antes pelo aliadas da atividade – símbolo da modernidade. Neste contato direto do comprador com o vendedor, da observação visual, das negociações in loco, na fazenda, nas pistas de leilões ou até mesmo em na tela de um aparelho de TV, constituíram um ciclo na pecuária brasileira. Contudo, esse ciclo entra no mundo das inovações e agora, semelhante às atividades comerciais urbanas e aos serviços, que consolidaram as vendas e compras no mercado on line, também contempla, agora, essa modalidade. Assim, é crível afirmar que atualmente “muito gado” é transacionado via celular, pela internet e outros meios digitais.

Na compra ou venda de um animal ou de um lote, independentemente do meio para sua realização, carregam premissas que sempre pautarão o negócio. Conhecer todos os detalhes do que está sendo ofertado, como raça, idade, categoria animal, informações sanitárias, preço, forma de pagamento e reputação do vendedor são intrínsecas ao produto. Além destas, a localização da fazenda vendedora, a qualidade dos acessos, a operacionalidade do negócio, sem burocracias, e o mais importante no comércio eletrônico, a segurança de receber o pagamento e o produto comprado, constituem esse conjunto de elementos para evitar prejuízos aos envolvidos. Portanto, estar com tudo isso disponível no seu celular ou no seu tablet, independente de onde estiver, com a segurança da informação e a versatilidade e amigabilidade para o usuário, são inovações que chegam nos aplicativos e plataformas digitais para comercialização de gado bovino. Esses sistemas, além de contemplarem todas as premissas necessárias para um bom negócio, eles permitirão incorporar uma série de serviços agregados, como emissão de nota fiscal eletrônica, acessar o sistema de financiamento bancário, emitir a Guia de Trânsito Animal, checar um cadastro de marcas e sinais, pagar e receber valores, conhecer cotações do gado, entre outros. Isso tudo dentro de um ambiente seguro e sob o amparo de rigorosas leis e marcos regulatórios sobre proteção de dados e informações. Portanto, as inovações tecnológicas apresentadas para a comercialização de gado bovino, por meio de aplicativos digitais, disponibilizarão ao pecuarista um conjunto de facilidades incorporadas que transformarão esse setor. Assim, o que chega, está além da simples operação de comprar ou vender, mas aporta uma nova cultura de valer-se da informação para ser mais competitivo no negócio, minimizar riscos e otimizar o principal recurso da sociedade atual - o tempo.

Início